Boi Garantido proíbe participação de não vacinados em eventos do bumbá

Compartilhe:

A Associação Folclórica Boi-Bumbá Garantido divulgou nota, nesta quinta-feira (9), proibindo a participação de pessoas que não estiverem com o esquema vacinal contra a Covid-19 completo. A proibição abrange os corpos artísticos cênico-teatrais e coreográficos.

O impedimento se estende ao elenco de itens oficiais; ao corpo rítmico da Batucada e à Banda de Palco; corpo funcional administrativo; trabalhadores de Galpão; funcionários de Serviços Gerais como vigias e pessoal de limpeza, manutenção e almoxarifado. A diretoria da Associação e os integrantes da Direção Geral do Espetáculo (DGE) também estão inclusos na proibição.

O presidente do boi Garantido, Antônio Andrade, explicou que as pessoas que não tiverem com seu quadro vacinal em dia devem imediatamente buscar solução sanitária. “Procurem se vacinar para assim reintegrar-se ao quadro funcional do Boi Garantido. Caso contrário, não farão parte do Boi Garantido em 2022”, adiantou.

A decisão, ainda de acordo com o presidente, se sustenta na Lei Federal nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, onde estabelece que para o enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do novo Coronavírus, as autoridades poderão adotar a determinação de realização compulsória de vacinação e outras medidas profiláticas.

Andrade ressaltou que a Associação lutará pela realização do Festival Folclórico de Parintins em 2022. “Faremos todo o possível para que o festival seja realizado e para isso, estamos fazendo nossa parte também com uma campanha para incentivar a vacinação contra a Covid-19”, disse.