Mulher tenta fazer selfie com arm4 de CAC e morre com t1ro na cabeça

Compartilhe:

Eva Cristina Dias, de 36 anos, morreu, nessa segunda-feira (21), após atirar contra a própria cabeça, em Araras, no interior de São Paulo. No momento do disparo, ela tentava fazer uma selfie com a arma de seu amigo Felipe Teodoro Gomes, 30 anos, que tem registro de Caçador, Atirador e Caçador (CAC).

A mulher tinha recebido uma carona de Felipe, que mora em Rio Claro, segundo a Folha de S. Paulo. O tiro ocorreu quando Eva estava em frente à sua casa, na madrugada de domingo (20).

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) ao Metrópoles, a vítima do disparo chegou a ser socorrida em estado grave em um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Prisão e pagamento de fiança

A Polícia Militar foi chamada para atender uma ocorrência de disparo de arma de fogo acidental, na rua Metalúrgico, no Jardim José Ometo, em Araras. No local, apuraram que Eva tinha disparado uma pistola taurus, calibre 9mm, contra a própria cabeça.

Gomes foi preso, às 4h28, do domingo (20/11), em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. Ele apresentou a documentação da arma e comprovou ser CAC.

No entanto, foi levado para a delegacia por não ter porte para 9mm. A arma foi apreendida, já Felipe foi indiciado e liberado após pagamento de fiança.

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Araras como porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e lesão corporal.

Metrópoles