‘Novinhas’ se perdem em bairro dominado pelo tráfico e acabam sendo executadas por facção; veja vídeo

Compartilhe:

Brasil – Duas jovens foram assassinadas a tiros momentos após terem sido filmadas por criminosos na madrugada do último domingo (18), no Bairro Mondubim, em Fortaleza. Em um vídeo que circula nas redes sociais, as vítimas são vistas sentadas em uma área de matagal enquanto são “interrogadas” por criminosos.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social informou que equipes da Polícia Civil e Polícia Militar foram acionadas para uma ocorrência. Após buscas, dois corpos, do sexo feminino, foram localizados com lesões decorrentes de disparos de arma de fogo. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa investiga o caso.

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa investiga o caso.

Envolvido preso

Matheus Bezerra da Costa, de 19 anos, foi preso em flagrante pela 9ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) suspeito da morte de duas adolescentes de 14 e 16 anos de idade. Os corpos das duas meninas foram encontrados no domingo, 18, no bairro Mondubim, em Fortaleza, com lesões por arma de fogo. A motivação, conforme apontou a investigação dos policiais civis, foi o fato de que as jovens moravam no Alto Alegre, em Maracanaú, um território onde predomina uma facção criminosa rival da área do Mondubim.

As equipes do DHPP tomaram conhecimento do crime na manhã do domingo. De acordo com o delegado Emerson Farias, durante os trabalhos policiais um dos executores foi identificado e na noite do domingo, 18, ele foi abordado e preso. O indivíduo estava com uma arma de fogo, droga e confessou o crime, aponta o delegado do DHPP. A arma era um revólver calibre 38 de numeração raspada. Ainda havia uma balança de precisão.

A Polícia Civil investiga que as adolescentes foram mortas por quatro pessoas, incluindo o suspeito preso. Conforme as investigações, as meninas saíram do Alto Alegre no sábado para encontrar rapazes no Mondubim, no entanto, se perderam. As duas estavam a pé e chegaram a um campo, onde foram avistadas pelos criminosos. Eles abordaram as garotas e iniciaram um interrogatório para saber de onde elas vinham. Também se apossaram dos aparelhos celulares das vítimas.
Matheus afirmou à Polícia que percebeu em um dos celulares que havia conteúdo que apontava que uma delas era participante ou simpatizante de uma organização criminosa. Além disso, eles identificaram que a localidade das vítimas era território de uma facção rival. Em uma decisão em conjunto, ele e outros três homens resolveram matar as duas.

Antes de morrer, as vítimas passaram por um interrogatório, foram filmadas e os vídeos foram divulgados nas redes sociais. Matheus foi autuado por homicídio doloso qualificado por motivo torpe, que é a guerra das facções rivais e a impossibilidade de defesa das vítimas, uma execução covarde. Além disso, ele foi preso em flagrante por crime de tráfico de drogas epor integrar facção criminosa. A prisão foi realizada pelo 9º DHPP com participação do núcleo operacional.
Segundo o delegado Emerson Farias, com o suspeito detido, a Polícia Civil tem a expectativa de prender os demais participantes do grupo e elucidar outros crimes ocorridos naquela área.
2º caso no Mondubim em menos de um ano

Há menos de um ano, no dia 9 de outubro, outras duas jovens foram mortas também no bairro Mondubim, em Fortaleza. O crime foi cometido pela facção criminosa predominante do bairro e as vítimas também foram filmadas pelos indivíduos. Uma das meninas era Ana Júlia e a outra Ana Luíza, ambas moravam em outros bairros de Fortaleza.

CM7