Novo Cangaço: 25 suspeitos de integrar quadrilha de ladrões de banco são mortos durante confronto com a polícia

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Armas encontradas em chácara após confronto Foto: Divulgação / Polícia Militar

Uma troca de tiros durante operação policial deixou 25 mortos, neste domingo (31), na área rural de Varginha, em Minas Gerais. Segundo a polícia, as vítimas eram suspeitas de grandes roubos a bancos — crime conhecido na região como “novo cangaço“.

A Polícia Rodoviária Federal  (PRF) informou que os confrontos ocorreram em duas abordagens diferentes. Na primeira, 18 suspeitos morreram em uma chácara, após supostamente atacarem policiais. 

Na segunda, também em uma chácara, outra parte da quadrilha estaria se escondendo. Houve nova troca de tiros. Desta vez, sete suspeitos morreram, segundo a PRF. 

Nas duas ações, de acordo com as forças policiais, foram apreendidos explosivos, armas, 10 fuzis, munições, granadas, coletes e 10 veículos roubados.

TIROTEIO EM VARGINHA

A operação conjunta envolveu Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). 

Conforme a capitão da Polícia Militar,  Layla Brunnela, a ação “resultou em uma apreensão de forte armamento, um grande número de armas de fogo, além também de explosivos, coletes balísticos que eram utilizados por esses infratores”. 

“NOVO CANGAÇO”

“Provavelmente é a maior operação referente ao novo cangaço aqui no País, muitos infratores fariam um roubo a banco e foram surpreendidos pelo nosso serviço de inteligência integrado com a Polícia Rodoviária Federal”, completou a capitão. 

Uma coletiva de imprensa será realizada ainda neste domingo para esclarecimento dos fatos, segundo a PM.  A PRF informou que a ocorrência foi encaminhada à Polícia Judiciária.