Primeira mulher negra a assumir direção geral do Arquivo Nacional é professora da UnB

Compartilhe:

Doutora pela Unicamp, mestre pela Universidade de Brasília (UnB), licenciada em história pela Universidade Paulista (Unip) e formada em jornalismo pelo Centro de Ensino Unificado de Brasília (CEUB), Ana Flávia Magalhães Pinto é a nova diretora-geral do Arquivo Nacional. Com a nomeação, a brasiliense torna-se a primeira mulher negra em assumir a função em 185 anos do órgão.

Ana, que também é professora adjunta do Departamento de História da UnB, desenvolve pesquisas em suas áreas de formação com ênfase em atividades político-culturais de pensadores negros, imprensa negra e luta racial. Além disso, atua no programas de pós-graduação em história (PPGHIS) e direitos humanos (PPGDH) também da UnB.

Sob comando da ministra Esther Dweck, o Arquivo Nacional terá status de secretaria dentro do recém-criado Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos. As modificações foram determinadas recentemente, após a posse do novo governo do Brasil.

Confira a matéria completa no Metrópoles