Ex-funcionário de Nego do Borel relata episódio de violência contra Duda Reis.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Ex-funcionário de Nego do Borel, Renato Azevedo, relatou em seu Twitter que presenciou maus-tratos contra Duda Reis, atriz e ex namorada do funkeiro, durante uma viagem a Portugal.

Desde a entrado do cantor no programa A Fazenda 13, da Record, Duda Reis reforça tudo o que passou durante seu relacionamento com Nego do Borel. A atriz tem boletins de ocorrência e processos contra o artista por violência doméstica, agressão, estupro de vulnerável e mais.

Na noite da última segunda-feira (20/9), Duda Reis mostra sua indignação em relação ao posicionamento da Record ao convidar Nego para participar do programa mesmo após as denúncias. E em um dos retuítes da atriz, o ex-funcionário revelou: “Te contar aqui rapidinho: Em Portugal, ele quis sim deixar ela na estrada… Ele tratou ela mal sim na frente de toda a equipe, exatamente no dia do aniversário dele, são coisas que ninguém nunca vai saber, pois ele sempre foi defendido”. Com a repercussão, Renato desativou sua conta no Twitter e excluiu os tweets em que expôs os maus-tratos.

Pouco depois, a influenciadora reagiu ao tweet: “Gente, confesso que nem sei como agir. O Renatinho, esse moço que deixou esse tweet aqui e que eu acabei de ver, fez parte da equipe do cidadão por anos e ele viu muitas coisas acontecerem. Isso foi real, eu não sou louca”.

Em sequência ela explica o que aconteceu no episódio: “Ele parou a van no meio do nada e me mandou descer depois de ter liderado mais um episódio de violência doméstica. Lembro que ele me jogou em um cabideiro e ficou desesperado com medo de eu contar para alguém. Me levou a força para a van e quando eu disse que queria ir pra casa, ele mandou pararem no meio do nada e me disse para descer lá. Era na estrada, não tinha nem pista de volta. Lembro que ele falava: ‘Ou você desce e a gente termina, ou você fica aqui e não abre a boca’. Eu não tinha como descer, não tinha como voltar, foi desesperador (como sempre). Existem pessoas que o conhecem!”

Até o momento não há nenhum pronunciamento da parte da assessoria de Nego do Borel.