Weather Data Source: Tempo para os próximos 25 dias

Tufão Saola arrasta mulher por rua na China; veja vídeo

Compartilhe:

Mundo – A chegada do tufão Saola ao sul da China trouxe consigo ventos devastadores, chuvas torrenciais e uma onda de evacuações em massa. Um vídeo chocante que está viralizando nas redes sociais nesta segunda-feira (4) capturou o momento em que uma mulher foi arrastada pelas ruas pela fúria dos ventos, ilustrando a gravidade da situação que atingiu a região.

Veja vídeo:

Com ventos que podem atingir 190 km/h, o tufão Saola deixou uma trilha de destruição, forçando quase 900 mil pessoas a deixarem suas casas e buscarem abrigo em locais seguros. Grande parte de Hong Kong e outras áreas da costa sul do país teve que suspender as atividades normais, incluindo trabalho, aulas e transporte público.

Tragédias decorrentes da tempestade também foram registradas, com relatos de uma pessoa morta em Shenzhen após uma árvore cair e atingir um veículo. O departamento meteorológico da província de Guangdong informou que o tufão atingiu um distrito periférico de Zhuhai, ao sul de Hong Kong, às 3h30 (horário local), e espera-se que ele enfraqueça gradualmente enquanto se move em direção ao mar.

Na sexta-feira (1º de setembro), aproximadamente 780 mil pessoas em Guangdong foram evacuadas de áreas de risco, juntamente com outras 100 mil na vizinha Fujian. Além disso, mais de 80 mil barcos de pesca tiveram que retornar aos portos para evitar os perigos do tufão.

O início do ano letivo chinês foi adiado em uma semana devido às condições climáticas adversas, e cerca de 460 voos tiveram que ser cancelados. Além disso, todos os trens que entravam ou saíam da província de Guangdong entre a noite de sexta-feira e a noite de sábado foram interrompidos.

O Observatório de Hong Kong informou que o tufão Saola chegou muito próximo à cidade por volta das 23h de sexta-feira, com ventos a 190 km/h. Na manhã deste sábado, a velocidade do tufão diminuiu para 90 km/h.

Outra tempestade, chamada Haikui, está se deslocando para o leste da China e pode se juntar ao Saola. Se isso ocorrer, partes das províncias de Guangdong, Fujian e Zhejiang enfrentarão fortes ventos e chuvas intensas. Haikui também ameaça a costa leste de Taiwan neste domingo (3 de setembro), aumentando ainda mais os desafios enfrentados pela região devido às condições climáticas extremas. As autoridades estão em alerta e continuam monitorando a situação de perto.

CM7