Com medo de morrer, suspeito de matar a esposa técnica de enfermagem se entrega a polícia

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Manaus/AM – Gilciney Dias da Silva, de 55 anos, foi preso suspeito de matar estrangulada a técnica de enfermagem Luciane Gonçalves de Souza, e deixá-la dentro do porta-malas do carro do casal, na rua São Sebastião, bairro São Raimundo, Zona Oeste de Manaus. O crime aconteceu na madrugada do dia 16 de setembro, e o corpo foi encontrado na manhã do mesmo dia.

Segundo informações do delegado Rodrigo Barreto, Gilciney comunicou a uma amiga da família sobre o crime logo após a morte de Luciane. Em depoimento, o suspeito afirmou que fugiu para uma comunidade próxima ao município de Manacapuru, temendo ser assassinado por familiares da vítima.

“Além disso, ele esperou passar o flagrante, mas já havíamos solicitado o mandado de prisão, que foi autorizado pela Justiça, e cumprido quando ele foi se apresentar na delegacia”, detalhou Barreto.

O suspeito disse que o estrangulamento de Luciane teria sido motivado por ciúmes, já que ele acreditava que ela teria supostamente um caso extraconjugal, e que havia declarado que iria embora. Eles estavam juntos há cerca de 30 anos.

O crime

O delegado afirmou ainda, que após ser estrangulada, o suspeito disse que a colocou dentro de um lençol, e saiu a puxando pela perna até o térreo da casa, o que fez com que a vítima tivesse hematomas na cabeça. Em seguida, Luciane foi deixada dentro do porta malas do carro, abandonado ao lado de um cemitério.

 Gilciney responderá por homicídio.

Fonte: Portal do Holanda