Funcionário de faculdade de Manaus que tentou matar colega tem prisão preventiva decretada 

Compartilhe:

Elias Eduardo Antunes, de 22 anos, que esfaqueou uma colega de trabalho, dentro de um centro universitário, localizado no bairro Chapada, zona Centro-Sul da capital, no sábado (17), teve a prisão preventiva decretada pela juíza Careen Fernandes. 

A juíza entendeu que a polícia realizou todos os procedimentos dentro da legalidade e aceitou a prisão em flagrante delito e converteu para preventiva.

De acordo com a polícia, após apuração com a direção da instituição, foram levantadas as informações de que o autor do golpe de arma branca teve um surto psicótico durante uma reunião entre os colaboradores da unidade.

“Um funcionário da faculdade, durante uma reunião, teve um surto psicótico, e utilizando-se de uma faca, desferiu o golpe contra uma funcionária. Após isso ele se posicionou numa janela e ameaçava pular da janela, sentado na janela”, explicou o Capitão PM Miqueias, do CPA-Sul.

Em depoimento, no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), a vítima relatou que estava no 9º andar da instituição, quando Elias Eduardo veio pelas suas costas e falou: “tenho uma surpresa para ti” e cortou o pescoço dela, que caiu no chão. A vítima ainda sofreu alguns cortes nas mãos e o suspeito tentou sufocá-la.

A vítima foi socorrida e encaminhada ao Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto e levou dez pontos no pescoço e nas mãos.

Na ocasião, a faculdade se posicionou sobre o caso e informou que muitas versões apresentadas não têm veracidade.

“Não houve nenhum aluno ferido, nenhuma outra situação que levasse risco a saúde e integridade dos alunos. Tudo foi resolvido tudo dentro das normalidades de acordo com os padrões de segurança que a Fametro oferece para seus alunos”, explicou Ivo Menezes, coordenador de marketing da faculdade


Fonte: Em Tempo