Weather Data Source: Tempo para os próximos 25 dias

Jovem filma momento que é ass4ssin4do pelo próprio padrasto: “Por favor, não me mat4!”; veja vídeo

Compartilhe:

Brasil –  Neste domingo (16) um jovem identificado como Alisson Willian da Silva, de 20 anos, foi brutalmente assassino enquanto gravava uma discussão com João Baralde Ferreira, de 49 anos,  que seria seu padrasto e com isso acabou registrando a própria morte. O caso aconteceu em Eldorado, cidade a 442 quilômetros de Campo Grande.

No vídeo, é possível ver que a vítima está deitada em uma rede e o autor em pé já armado. João pede que a vítima o respeite: “Eu quero que me respeita, Ali. Eu quero que me respeita, tá escutando Ali?”, diz o homem de frente para Alisson.

A vítima então afirma que acabou de acordar e questiona por que o homem foi até a casa dele. “Eu acordei agora. Eu tô aqui em casa, João. É doido? Por que você vai vim aqui em casa se eu não tenho nada a ver, doido. Minha mãe não tava aqui não, véi. Abaixa essa arma, eu estou na minha casa. Abaixa essa arma”, diz Alisson.

Neste momento, o rapaz é atingido e o celular cai de sua mão, mas continua gravando e é possível ouvir os gritos de desespero de Alisson. “Ai ai João. Ou João, não me mata não. Eu tenho filho, me ajuda João”, diz a vítima. E então mais um disparo é feito.  O jovem ainda chegou a ser socorrido mas não resistiu aos ferimentos. 

Além de Alisson,  o seu irmão, apontado como Fábio da Silva, de 18 anos, e seu pai, de 50, foram baleados por João.  Ambos estão internados em estado grave.

Ao saber da tragédia a esposa de João, que é mãe de Alisson e Fábio, disse à polícia que estava sendo agredida pelo criminoso desde o último sábado (15) e, sabendo que ele tinha uma arma, a pegou e escondeu, separada das munições. Já no domingo, o suspeito chegou em casa e passou a bater nela novamente. Ela acabou caindo e bateu a cabeça em guarda-roupas e neste momento ele acabou encontrando a arma, foi ao encontro de um homem chamado Dinho e comprou mais munições para matar o enteado e quem estivesse com ele.

O autor foi preso pela Polícia Militar quando chegava em casa. Ele chegou a tentar fugir, mas foi contido e levado para a Delegacia de Polícia Civil da cidade e deverá responder por pelo menos quatro crimes: Dois homicídios qualificados na forma tentada, um homicídio qualificado consumado por motivo fútil, lesão corporal e violência. Questionado pelas autoridades, João disse que matou Alisson e quis matar Fábio por conta de uma discussão familiar que haviam tido. Ele não se dava com os enteados e não demonstrou arrependimento. 

Veja vídeos:

CM7