Weather Data Source: Tempo para os próximos 25 dias

Lei do retorno: homem m0rto em campeonato de jiu-jitsu ass4ssinou a ‘Barbie do Tráfico’ em 2019; veja vídeos

Compartilhe:

Manaus – O homem que foi morto na noite do último sábado (27)  durante um campeonato de jiu-jitsu na Arena Amadeu Teixeira, localizada na Avenida Constantino Nery, bairro Flores, na zona Centro-Sul de Manaus, foi identificado. Matheus Rogério Machado de Castro, de 26 anos, estaria jurado de morte por ter assassinado a ‘Barbie do Tráfico’ em 2019 e acabou sendo executado antes mesmo de entrar no tatame para competir.

De acordo com informações da Polícia Militar do Amazonas (PM-AM), Matheus estava esperando o momento de mostrar sua  desenvoltura no campeonato quando foi surpreendido por dois homens armados que minuciosamente se aproximaram dele e dispararam pelo menos duas vezes. 

Querendo fugir da morte, Matheus ainda correu mas acabou caindo e agonizou no local. Os criminosos, após balearem o alvo, fugiram em uma motocicleta. 

A vítima ainda foi socorrida mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O corpo de Matheus foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e esse é mais um caso a ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros. 

Veja vídeo:

RIP Barbie

No dia 25 de setembro de 2019 a jovem Fernanda Caroline Chaves Pinto, que tinha 25 anos de idade, foi assassinada a tiros após sair de uma casa de prostituição localizada na Rua Lobo D’Almada, bairro Centro, zona Sul de Manaus.

De acordo com informações da Polícia Militar do Amazonas (PM-AM), Fernanda era conhecida como ‘Barbie do tráfico’ pois além de trabalhar como profissional do sexo, ainda vendia entorpecentes pela região. 

Naquela noite, ela recebeu um telefonema e ao sair do prostíbulo, foi assassinada com quatro tiros por Matheus, que estava a pé.

Ele foi preso horas depois e confessou o crime, alegando que matou a jovem por ela ser da facção rival a dele.

Mesmo assim, como Matheus conseguiu sair da cadeia mas logo voltou. Em março desse ano ele foi preso por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, mas novamente saiu do sistema penitenciário e agora está enterrado no Cemitério Parque Tarumã. 

CM7