Weather Data Source: Tempo para os próximos 25 dias

Manaus, terra sem lei: pistoleiros ganham força na cidade que já sofre com guerra de facções; veja vídeos

Compartilhe:

Manaus – A criminalidade se tornou parte do cotidiano dos residentes da capital amazonense que, fadados à falta de ações de segurança pública, tentam levar a vida ignorando o cenário macabro, com corpos espalhados em todas as zonas da cidade. Não é atoa que Manaus foi taxada como a terceira cidade mais violenta do país e, se já estava ruim assistir jovens sendo mortos em guerras de facções, agora está ainda pior, com pistoleiros atentando contra a vida de inocentes por dinheiro.

Ao longe deste ano de 2023, se tornou mais frequente ler em jornais casos de homicídios, ou tentativas de homicídios, contra pessoas que não possuíam histórico no mundo do crime. Exemplo disso foi o caso do servidor do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), Erwin Rommel Godinho Rodrigues, de 54 anos, que foi brutalmente assassinado no dia 11 de novembro deste ano, por um pistoleiro que foi contratado por R$5 mil.

De acordo com as investigações da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), o mandante do crime seria o sócio de Erwin, identificado como Israel de Silva Assis, que inclusive foi preso nesta segunda-feira (18). O sócio teria prometido para Hewerton Kauan Oliveira Cavalcante, de 18 anos, a quantia citada acima para ele cometer o atentado e assim o jovem fez.

Erwin estava saindo de um restaurante localizado na zona Centro-Oeste de Manaus quando foi alvejado a tiros. Ele ainda foi socorrido para o Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto mas não sobreviveu aos ferimentos. O crime foi motivado por uma suposta dívida que Israel tinha com a vítima.

Atentados encomendados

Dentre os casos mais recentes, o ocorrido na madrugada do último sábado (16) chocou a população por ter acontecido em um famoso bar da cidade. A jovem Ivone Dantas Fernandes, de 25 anos, levou um tiro na boca no momento em que saía do Caritó Bar, na zona Centro-Sul da capital.

De acordo com informações de testemunhas, Ivone estava em um carro na companhia de um homem, identificado como Maike Patrick Lira dos Santos, de 32 anos. Eles já estavam deixando o estabelecimento quando um pistoleiro, que estava em uma motocicleta, se aproximou e começou a disparar contra o veículo onde eles estavam.

Maike recebeu seis tiros pelo corpo e Ivone levou um tiro na boca. O criminoso, que possivelmente foi contratado, fugiu do local e as vítimas se encontram até o momento internadas no Pronto-Socorro João Lúcio. O caso segue sendo investigado.

Atentado contra Médico

Em agosto deste ano, mais precisamente no dia 22, o médico Renato Morais da Silva foi crivado de bala enquanto dirigia no conjunto Vieiralves, área nobre da cidade. Os pistoleiros autores do crime foram presos e revelaram que haviam sido contratados por Romário Ferreira da Silva.

Segundo a Polícia, Romário queria vingar a morte do seu irmão matando o médico Renato. “Romário queria ceifar a vida do médico, após ele ter, supostamente, dado alta para o irmão de Romário. Constam informações no prontuário que o paciente havia fugido da unidade hospitalar e, depois de alguns dias, deu entrada em outra unidade de saúde, onde foi a óbito no dia 23 de julho”. Os envolvidos no crime estão presos e a vítima conseguiu se recuperar.

Pistoleiro tenta matar empresário

Houve também o registro de uma tentativa de homicídio contra um empresário de 34 anos, no dia 19 de junho deste ano. O homem estava saindo de casa quando um pistoleiro identificado como Nilson Gabriel dos Santos, de 23 anos, começou a disparar contra o carro dele.

Por sorte, em um determinado momento a arma de Nilson falhou e o empresário conseguiu fugir do local. Após três meses, em setembro, o pistoleiro foi preso e a polícia alegou que sim, acredita na hipótese de que ele foi contratado.

O empresário, após se recuperar, relatou que muitas pessoas devem ele e que isso pode ter motivado alguém a contratar Nilson. O caso segue sendo investigado.

Todos estes casos levantam sérias preocupações sobre a falta de segurança que amaldiçoa a cidade de Manaus, e de que forma isso irá impactar no futuro das nossas crianças. A criminalidade, cada vez mais escancarada e sendo expostas nas redes sociais, está transformando a violência e os atos de atrocidades em ocorridos rotineiros e banais.

CM7