Pesadelo: PF encontra máscaras de terror em operação contra pedofilia

Compartilhe:

Brasil – A Polícia Federal (PF) deflagrou a Operação Tept, na manhã desta quinta-feira (22/9), para coibir a produção, o armazenamento e o compartilhamento de conteúdos de abusos sexuais contra crianças e adolescentes por meio da internet.

Os policiais federais cumprem mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça Federal na casa de um investigado, em Maranguape (CE). Na operação, os agentes encontraram diversas mascaras de terror e centenas de arquivos ilegais.

A busca visa interromper as práticas ilícitas, além de apreender celulares, documentos e outras mídias, para instrução de inquérito policial e detalhamento da atuação do suspeito.

As investigações começaram em 2021, a partir de denúncia anônima que apontava envio de imagens com pornografia infantil em um grupo de aplicativo. As investigações da PF levaram ao endereço do suspeito, no Ceará.

Ele pode responder pelos crimes de armazenamento e difusão de material pornográfico envolvendo criança ou adolescente, sem prejuízo da descoberta de crimes mais graves praticados contra vulneráveis. As investigações continuam com as análises do material apreendido.

Tept

O nome da operação é uma sigla que remete ao transtorno de estresse pós-traumático, uma das consequências da exploração sexual infantil e que pode causar rememoração das experiências e pesadelos por toda a vida.

cm7