Sargento Lucas: Pistoleiro tem prisão preventiva decretada em Manaus

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

A justiça determinou a conversão da prisão temporária de Silas Ferreira da Silva, de 26 anos, autor da morte do sargento do Exército Brasileiro, Lucas Ramon Guimarães, ocorrida no dia 1º de setembro, para prisão preventiva, por tempo indeterminado. A foi informação da mudança foi confirmado pela Polícia Civil nesta quarta-feira (15).

Silas estava em prisão temporária para fins de investigação, desde o dia 22 de novembro, 10 dias após os pais de Lucas anunciarem uma recompensa para quem ajudasse com informações sobre o pistoleiro.

No mesmo dia em que o atirador confessou a autoria do crime, foi solicitada a prisão preventiva.

Sobre a mudança na detenção de Silas, a PC informou em nota que “as investigações em torno do caso seguem em andamento e em segredo de justiça, portanto, outras informações não podem ser repassadas para não comprometer os trabalhos policiais”.