Weather Data Source: Tempo para os próximos 25 dias

Blogueira presa acusada de liderar arrastão no Vieiralves, Paola Gaia faz parte do gabinete de Sinésio Campos

Compartilhe:

Amazonas – A blogueira Chrysline Paola Oliveira Gaia, conhecida como “Paola Gaia” nas redes sociais, está no centro de um escândalo policial que chocou a população de Manaus. Além de ser apontada pela Polícia Civil do Amazonas como líder de um grupo criminoso, a influenciadora digital mantinha um cargo de assistente de gabinete parlamentar do deputado estadual Sinésio Campos (PT), com remuneração mensal de R$ 1.854,80, conforme registros do Portal da Transparência.

Confira:

As investigações da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD) apontam que Paola, em ação conjunta com seus comparsas, arquitetou e executou um audacioso roubo a uma loja localizada no conjunto Vieiralves, bairro Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul de Manaus. O assalto, que ocorreu em 8 de junho deste ano, resultou em um prejuízo estimado em cerca de R$ 500 mil para a vítima.

Segundo informações obtidas pelas autoridades, a blogueira tinha a intenção de tirar a vida da proprietária da loja, mas o plano não foi concretizado no dia do assalto. A polícia agiu rapidamente e conseguiu capturar tanto Paola quanto seus cúmplices, que agora estão sob custódia aguardando julgamento.

A surpreendente dualidade de Paola, que aparentava ter uma vida pública com mais de 400 mil seguidores nas redes sociais sem mencionar sua atividade como assistente parlamentar, deixou a sociedade perplexa. Enquanto desfrutava da fama nas mídias digitais, a blogueira estava envolvida em atividades criminosas de grande proporção.

CM7