Presidente do TSE conhece novas urnas eletrônicas em Manaus: ‘não tem como fraudar a eleição’

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

 O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso conheceu a linha de produção das novas urnas eletrônica, nesta segunda-feira (13), que serão usadas  nas eleições 2022.

Barroso visitou a linha de produção da empresa Boreo Indústria de Componentes, subsidiária da Positivo Tecnologia, no bairro Distrito Industrial, zona sul da capital.  A empresa venceu a licitação e vai fabricar 225 mil urnas, de um total de 577 mil.

O novo equipamento conta com um terminal do mesário com tela totalmente gráfica, sem teclado físico, e superfície sensível ao toque; Um processador 18 vezes mais rápido; Uma bateria sem necessidade de recarga; Uma mídia de aplicação do tipo pen-drive dará maior flexibilidade logística para os TREs na geração de mídias; Entre outras melhorias.

O ministro ainda concedeu entrevista aos jornalistas e falou que serão feitas os testes para evitar qualquer tipo de fraude na urna.

“Não tem como fraudar a eleição. Estamos tomando todos os cuidados necessários para evitar um ataque. Vale lembrar que estamos na primeira etapa das eleições, que é vistoriar a fabricação, ainda temos muito trabalho pela frente”, disse.

Oficialmente, a primeira nova urna eletrônica será entregue em Ilhéus, na Bahia, que também está fabricando as máquinas.